spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Paraty receberá o 10º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas

spot_imgspot_img

Mais lidas

Paraty sediará, em 2023, o 10º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial. O evento tem como objetivo fortalecer o turismo por meio da promoção de ações sustentáveis. O anúncio foi feito na noite desta quinta (11), durante a edição deste ano, em Diamantina (MG).

O prefeito de Paraty, Luciano Vidal, comemorou a conquista. “Foi aprovado por unanimidade que Paraty será a sede do décimo encontro das cidades patrimônio mundial, um evento que nós vamos expandir fazendo também o encontro das cidades criativas”, destacou.

“Nosso objetivo também foi reivindicar recursos e investimentos para saneamento básico, recursos para formação de profissionais e para o nosso centro de economia criativa, até por exigência da própria Unesco. Também reforçamos o pedido de criação do fundo nacional de cidades criativas e patrimônio mundial, em proposta que será encaminhada ao Congresso Nacional e ao Governo Federal”, completou o chefe do Executivo municipal.

Durante o encontro, ficou acordado que Paraty receberá seu título de patrimônio mundial em uma entrega simbólica, a ser realizada em novembro, em acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Secretaria Nacional de Cultura.

Também foi alinhada com a presidente do Iphan, Larissa Peixoto, a revogação da antiga portaria 402 do Iphan, a partir da assinatura de um termo de cooperação técnica com a prefeitura. Com a publicação de uma nova portaria, a atuação do Iphan ficará restrita ao sítio tombado e a prefeitura ficará com a fiscalização e licenciamento de todo o território do município. Essa restrição vinha prejudicando o desenvolvimento de Paraty e travando diversos projetos, inclusive obras da prefeitura.

O Iphan liberou, ainda, R$ 300 mil para a reforma do telhado da Matriz. Outro assunto que entrou na pauta foi a implantação da acessibilidade no centro histórico e a regulamentação de chaminés, atendendo a uma reivindicação do comércio.

O Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial é realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e a Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM), e aborda temas como patrimônio cultural, políticas públicas, financiamento e investimentos para cidades históricas, investimentos e economia criativa, e cultura para desenvolver o turismo sustentável.

*Por Jussiara Souza, estagiária sob supervisão de Lucas Nunes

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias