spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Cachaça produzida em Paraty está no topo dos melhores destilados do mundo

spot_imgspot_img

Mais lidas

Neste dia 13 de setembro se comemora o Dia da Cachaça. A bebida, feita em Paraty, é um dos melhores destilados do mundo. Reconhecida por sua qualidade, a produção no estado recebe recursos para incentivar a produção.

O município de Paraty se destaca por concentrar o maior número de produtores de cachaça no estado. A cidade foi a primeira localidade a alcançar o reconhecimento como Indicação Geográfica Cachaça, ressaltando a prática e a tradição local. Outros municípios também se destacam na produção como Campos dos Goytacazes, Quissamã, Três Rios, Resende, Carmo, Cambuci, Miguel Pereira e Paty do Alferes.

O diferencial das Cachaças do Rio é a qualidade elevada, com seus produtos sensorialmente elegantes, saborosos e de excelente estrutura, reconhecidamente nos padrões internacionais. O produtor de cachaça Eli Werneck junto com a sua família, em especial sua esposa, Cilene Werneck, está trabalhando neste setor há mais de 10 anos no município de Rio das Flores.

“Nós somos pequenos produtores e começamos menores ainda, desde então estamos trabalhando para fortalecer nossa produção. Já ganhamos diversas premiações e temos a nossa cachaça orgânica certifica há mais de 5 anos. Vendemos dentro do mercado do RJ, em diversas cidades fluminenses e também para outros estados como São Paulo e Minas Gerais, além de fazermos pequenas exportações”, conta Eli Werneck.

Em 2011, a família Werneck se beneficiou com a linha de crédito do Prosperar que ajudou na ampliação, desenvolvimento e investimentos nas instalações da produção da familiar.

“Fomos muito bem amparados pelo Secretaria de Agricultura durante a pandemia. Sofremos muito com o fechamento dos bares e restaurantes, e todo suporte dado pela secretaria com o prosperar nos deu um alivio muito grande e a gente conseguiu superar e enfrentar essa fase. Graças a Deus estamos trabalhando no azul mesmo com as limitações”, relatou.

Principais benefícios do Prosperar: Legislações sanitária e tributária adequadas à pequena agroindústria; Crédito para investimento e custeio; Inclusão dos produtos no mercado formal; Incentivos fiscais; Incentivo à organização de agroindústrias em rede; Capacitação de produtores em processamento e gestão do empreendimento; Inserção das propriedades nos circuitos de turismo rural.

*Por Jussiara Souza, estagiária sob supervisão de Lucas Nunes

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias