spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img
spot_imgspot_img

Paraty: conheça a autora homenageada na Flip 2022

Mais lidas

A principal festa literária do estado já tem a autora homenageada deste ano; trata-se da maranhense Maria Firmina dos Reis (1822–1917). A romancista será homenageada justamente no ano de seu bicentenário.

A 20º edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) acontece entre 23 e 27/11. Durante o evento, a autora terá o seu legado discutido. ”Maria Firmina dos Reis não é alguém casual, alguém que estava na fila de homenageados da Flip. Ela tem a força da autoria individual, uma mulher negra no Maranhão do século XIX lutando pra ser reconhecida pela letra”, disse o professor Pedro Meira Monteiro, um dos curadores do evento.

“Na escola, todos nós conhecemos Machado, Alencar, mas nunca ouvimos falar de Maria Firmina. Essa ausência é muito gritante e é com essa distorção que a gente está querendo mexer quando monta uma programação como essa”, justificou Monteiro.

Nascida em 1822, Firmina é considerada por muitos é autora de “Ursula”, primeiro romance abolicionista de autoria feminina da língua portuguesa e considerado por muitos como o primeiro romance publicado por uma mulher negra em toda a América Latina.

O romance aborda o tráfico negreiro pelo ponto de vista de um sujeito escravizado e transformado em “mercadoria humana”. Em 92 anos de vida, ela teve ampla colaboração com a imprensa do país, produzindo poesia, ficção e crônicas. Funcionária pública, aposentou-se na década de 1880 e abriu no Maranhão uma das primeiras escolas mistas e gratuitas do país.

De acordo com a organização do evento, a homenagem a Maria Firmina dos Reis “reafirma o propósito da Flip de se conectar com pessoas das mais variadas origens e trajetórias para fazer o Brasil conhecer mais de si mesmo”. E reforça o desejo de que a pluralidade de discursos possa ser ouvida em Paraty e levada para longe por cada pessoa que participar da festa.

Além de Pedro Meira Monteiro, a jornalista e editora Fernanda Bastos e a professora Milena Britto também são curadores do evento.

Programação completa da Flip 2022:
Quarta-feira, dia 23
19h Mesa 1: Pátrios lares. Homenagem: Maria Firmina dos Reis. Com Fernanda Miranda e Ana Flávia Magalhães Pinto.

Quinta-feira, dia 24
10h30 Mesa 2: Minha liberdade. Homenagem + Independência (Maria Firmina dos Reis). Com Lilia Schwarcz e Eduardo de Assis Duarte.

12h Mesa 3: O brando leque do gentil palmar. Com Teresa Cárdenas (Cuba) e Cida Pedrosa.

19h Mesa 4: O corpo de imagens. Com Lenora de Barros, Ricardo Aleixo e Patricia Lino (Portugal).

20h30 Mesa 5: A festa das irmãs perigosas. Com Camila Sosa Villada e Luciany Aparecida.

Sexta-feira, 25
10h30 Mesa 6: Ainda longos combates. Com Allan da Rosa e Eduardo Sterzi.

12h Mesa 7: Risco e transformação. Com Cecilia Pavón (Argentina) e Fabiane Langona (RS).

15h30 Mesa 8: O que deixaram para adiante. Com Ladee Hubbard e Geovani Martins

17h Mesa 9: E se eu fosse. Com Amara Moira e Ricardo Lísias.

19h Mesa 10: Do mal que tu me deste… Com Benjamin Labatut e Luiz Mauricio Azevedo.

20h30 Mesa 11 Livre e infinito. Mesa com Artista em Destaque: Claudia Andujar. Com Nay Jinknss.

Sábado, 26
10h30 Mesa 12: Mesa Zé Kleber

12h Mesa 13: A literatura em que habito. Bessora, Carol Bensimon e Prisca Agustoni.

15h30 Mesa 14: Diamante Rubro. Com Annie Ernaux (França) e Veronica Stigger.

17h Mesa 15: Desterrando o susto. Com Nastassja Martin (França) e Tamara Klink

19h Mesa 16: Entrar no bosque de luz. Com Saidiya Hartman (EUA) e Rita Segato (Argentina/Brasil)

Domingo, 27
10h30 Mesa 17: Encruzilhadas do Brasil. Com Cidinha da Silva e Cristhiano Aguiar.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias