spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img
spot_imgspot_img

Qual melhor calçado para curtir o carnaval sem machucar os pés?

Mais lidas

Está aberta a temporada do samba no pé. Mas para aproveitar a festa, é preciso tomar cuidado com os pés, que irão protagonizar as danças que fazem a cabeça dos brasileiros. 

A questão crucial para que a diversão não vire transtorno é a escolha do calçado, ressalta Luiz Carlos Ribeiro Lara, presidente da Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé (ABTPé). “Chinelos e sandálias rasteirinhas devem ser evitados. Eles não protegem os pés das irregularidades do solo e não oferecem o amortecimento necessário para diminuir a sobrecarga articular. Então, podem causar dor no calcanhar, tendinite e fraturas por estresse, especialmente para dançar, já que não absorvem impacto”, destaca.

Outro ponto que deve ser lembrado é que esse tipo de calçado não protege os pés de objetos cortantes ou perfurantes. “Além disso, no tumulto, alguém pode pisar acidentalmente nos pés e, dependendo da pressão exercida na pisada, a pessoa corre o risco de ficar com hematomas ou de até perder a unha”, diz Luiz Carlos Ribeiro Lara. 

O salto alto também deve ser evitado, assim como o do tipo plataforma. “Esses sapatos podem ocasionar entorses nos tornozelos que, quando não tratadas corretamente, cerca de 40% dos casos evoluem para sintomas crônicos”, ressalta, listando outras possibilidades de problema, como o desenvolvimento de joanetes e calos.

O especialista pontua ainda que, se a unha estiver encravada, é importante buscar um profissional especializado para resolver o problema, antes da folia, pois uma unha dolorida muda a biomecânica da pisada, o que pode causar dores, lesões e alterações musculoesqueléticas importantes.

*Estagiário sob a supervisão de Raquel Morais

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias