spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Mulheres do estado do Rio de Janeiro terão treinamento gratuito de Krav Maga

spot_imgspot_img

Mais lidas

Em comemoração ao mês da mulher, no dia 12 de março, todos os instrutores habilitados pela Federação Sul Americana de Krav Maga, referência mundial em qualidade e precursora do Krav Maga na América Latina, realizarão uma aula, aberta e gratuita, às mulheres que queiram mudar a sua relação com o medo e aprender a se defender. O SEMINÁRIO DE KRAV MAGA PARA MULHERES será ministrado simultaneamente em todo o Brasil, Argentina, Canadá, México e Portugal.

Quem pode participar desse treinamento são as mulheres que, independentemente de preparo físico ou de habilidade para artes marciais ou esportes, queiram descobrir como é possível mudar o cenário da violência contra elas a partir de técnicas simples, rápidas e eficientes.

“Quando a mulher adquire autoconfiança para vencer o medo, ela fica mais atenta aos sinais, consegue antever a violência e deixa de ser um alvo fácil. O Krav Maga dá a elas essa condição, a partir de treinamentos orientados por profissionais habilitados para isso”, explica a maior autoridade do Krav Maga na América Latina, Grão Mestre Kobi Lichtenstein (faixa-vermelha – 8º Dan), presidente da Federação Sul Americana de Krav Maga.

No Seminário de Krav Maga para Mulheres, além de conhecer sobre a filosofia do Krav Maga, a mulher vai vivenciar situações como roubo de bolsa, puxão de cabelo, enforcamento, tentativa de estupro e outras, e testar as diversas possibilidades de defesa.

Com respostas simples, rápidas e objetivas, o Krav Maga trabalha, tanto a parte física, quanto a parte mental/emocional do praticante, para que ele tenha total controle de suas emoções e reações em caso de violência ou ameaça.

Os benefícios do Krav Maga para as mulheres

Hoje, 30% dos alunos da Federação Sul Americana de Krav Maga são mulheres, que se identificam com essa técnica por não ser um esporte e sim uma modalidade de defesa pessoal, sem campeonatos ou competições.

Quando as aulas são conduzidas por um profissional habilitado, prepara as alunas para desenvolverem, tanto as habilidades físicas, quanto a capacidade mental de controlar o medo e suas reações. Dessa forma, elas aprendem a neutralizar o agressor, atingindo seus pontos sensíveis e vitais, como olhos, nariz, garganta, região genital etc.

Os benefícios para elas são diversos. Além de melhorar a condição física, o Krav Maga confere aumento da autoestima e da autoconfiança. A mudança na relação com o medo torna essas mulheres mais alertas e menos acovardadas. Com mais segurança, elas conseguem tomar decisões no momento de uma ameaça ou agressão, tornando-a mais capacitada para defender a sua vida e a de seus filhos.

“As mulheres, que fazem muitas coisas ao mesmo tempo, também passam a estar mais focadas, menos distraídas e mais atentas, o que diminui o risco de ataques, pois a violência geralmente é voltada aos alvos que o agressor considera mais fáceis”, completa Grão Mestre Kobi.

Para este ano, a Federação Sul Americana de Krav Maga espera mais de 10 mil mulheres nos seminários. A inscrição é gratuita, mas as vagas são limitadas.

*Estagiário sob supervisão de Lucas Nunes*

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias