spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img
spot_imgspot_img

Itaguaí recebe projeto de arrendamento em porto público

Mais lidas

A PortosRio deu mais um passo rumo à implantação de um novo terminal destinado à movimentação e armazenagem de granéis sólidos minerais, no Porto de Itaguaí. Trata-se do projeto de arrendamento da instalação ITG-02, com uma estimativa de investimentos na ordem de R$3 bilhões nos primeiros anos de contrato e capacidade para movimentar 20 milhões de toneladas por ano. No último dia 23, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) decidiu pela abertura de consulta pública, a primeira autorizada pela agência reguladora em 2023.

Os documentos preparatórios para a licitação da instalação portuária foram aprovados durante a 539ª Reunião Ordinária da Diretoria da ANTAQ. O futuro empreendimento, que ocupará uma área de 348.937m², é considerado de grande relevância para o comércio exterior brasileiro, porque vai viabilizar a infraestrutura necessária para o escoamento da produção do Quadrilátero Ferrífero e consolidar o Porto de Itaguaí como principal complexo portuário do país na exportação de uma das mais importantes “commodities”, além de gerar benefícios econômicos e sociais ao longo dos 25 anos de operação, prazo renovável por igual período.

O diretor-presidente interino da PortosRio, Jean Paulo Castro e Silva, explica que “os estudos de demanda confirmam que há um esperado aumento de produção no Quadrilátero Ferrífero, em função de novas minas que entrarão em operação nos próximos anos, o que eleva a demanda para o escoamento da produção. Nesse cenário, a implantação de um novo terminal no porto aumentará a capacidade de escoamento dessa produção. Esse novo terminal adotará o estado da arte em equipamentos e processos para garantir uma operação de alta eficiência e com baixo impacto ambiental. Pela sua dimensão e impacto socioeconômico, este é o principal novo arrendamento da PortosRio e um dos mais importantes do país.”

Sobre esse impacto socioeconômico do projeto, os estudos prévios realizados pela PortosRio apontam que, nos primeiros anos, serão gerados mais de 2.800 empregos indiretos durante as obras de implantação e, na operação, serão criados 250 empregos diretos e 1.800 indiretos. Estimativas indicam que o empreendimento proposto vai gerar um aumento significativo de arrecadação para o município de Itaguaí, através do pagamento do Imposto Sobre Serviço (ISS), podendo totalizar R$1,2 bilhão ao longo da vigência do contrato.

*Estagiário sob a supervisão de Raquel Morais

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias