spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img
spot_imgspot_img

Biblioteca Municipal de Angra é reaberta

Mais lidas

Depois de receber obras de revitalização e melhorias no espaço, a Biblioteca Pública Municipal Professor Guilherme Briggs, de Angra dos Reis, foi reaberta nesta semana. Agora, o espaço está totalmente climatizado e adaptado para receber estudantes e visitantes. O local hoje é acessível para as pessoas com deficiência, tem banheiro adaptado, rampa de acesso e piso tátil.

Hoje os alunos da Unidade de Trabalho diferenciado de Altas habilidades e de Superdotação UTD/AHSD que participam da oficina de texto e produção textual foram até a biblioteca conferir as novidades de perto.

“Essa é a minha primeira vez aqui na biblioteca, e esse local representa muito e com certeza vai ajudar vários alunos. Eu tenho muitos livros, inclusive encontrei a sequência de um que terminei de ler recentemente e já quero pegar para começar a leitura. A literatura é algo muito importante para um vestibular, uma prova, por exemplo. Ajuda muito ter esse espaço próprio para incentivar o hábito de leitura. Eu fiquei admirado com o tamanho da coleção de livros que tem aqui”, contou o estudante Emanuel Souza Silva, de 13 anos.

O João Pedro Nunes, que frequenta o espaço desde criança, e sentiu falta durante o tempo em que a biblioteca ficou fechada, agora comemora a reabertura do espaço.


“Eu vim aqui pela primeira vez quando eu tinha 6 anos, e tinha o costume de vir com frequência. Acho muito bom esse local, pois ajuda muito os estudantes e a comunidade de um modo geral. Vi aqui os computadores, então além do livro, conseguimos pesquisar na internet e ter informações extras”, comentou o estudante de 12 anos.

A biblioteca foi criada em 6 de agosto de 1941, e funciona no andar térreo da Secretaria de Educação. O objetivo principal é atender, por meio de um acervo com mais de 25 mil títulos e de seus serviços, os diferentes interesses de leitura e informação da comunidade angrense, colaborando para ampliar o acesso à informação, à leitura e ao livro.

“Esse espaço é de extrema importância para o nosso município. As pessoas têm sede de conhecimento e o livro é uma forma de saciar essa sede. Faz a diferença na vida das pessoas, muda horizontes e proporciona diversas viagens. Estou muito feliz em poder trazer meus alunos aqui novamente”, comemorou a professora de produção textual, Silvana Ferreira dos Anjos.

O atual acervo da biblioteca possui livros de diferentes áreas do conhecimento, além de clássicos da literatura nacional e internacional. A ideia é que o espaço consiga atender a todos os públicos. O local é subdividido em seções de acordo com a temática das obras e possui uma seção especial com acervo de autores angrenses, atendendo aos anseios dos usuários, respeitando a história e a comunidade local.

“A biblioteca vai funcionar agora em tempo integral, estamos trabalhando para atualizar as carteirinhas e fazendo a revitalização de todo acervo para atender de forma mais rápida os visitantes. Nosso acervo ainda vai aumentar, e contamos também com a participação da população, que pode ajudar com a doação de livros. Estou muito feliz com a reabertura, pois agora principalmente os estudantes terão mais um espaço para estudar. É muito bom ver que esse interesse ainda é muito real e que o livro impresso não foi, e nunca será esquecido”, disse Luciana Schneider, bibliotecária responsável pelo espaço.

Agora com a reabertura, novos projetos serão colocados em prática para que o público angrense possa frequentar ainda mais a biblioteca. O espaço vai contar com rodas de conversa, contação de histórias e visita guiada com estudantes. A biblioteca, mantida pela prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h, para atendimento ao público visitante.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias