spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Estado do Rio registra redução nos índices de roubos de rua

spot_imgspot_img

Mais lidas

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) revelam os resultados dos constantes investimentos do Governo do Estado na segurança pública e do aumento da produtividade policial. Ações que contribuíram para a queda nos índices de diversos tipos de crime. O levantamento levou em consideração os cinco primeiros meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.
 
Nas Baixadas Litorâneas, os roubos de rua (a transeunte, aparelho celular e em coletivos) diminuíram 33,3% (511 em 2022, 341 em 2023). Na comparação mensal, essa queda é ainda mais expressiva: 52,8% (108 em maio de 2022, 51 em 2023). Já na região do Médio Paraíba, os números caíram 28,2% (110 em 2022, 79 em 2023), com o menor registro para o mês de maio desde 2016. Na Região Metropolitana do Rio, os dados coletados também apontaram para a diminuição de 15,4% dos roubos de rua (24.770 em 2022, 20.962 em 2023).
 
“Nosso governo já investiu mais de R$ 1 bilhão nas forças de segurança. Os resultados que estamos obtendo são fruto desse aporte financeiro e do trabalho integrado e incessante das polícias Civil e Militar. Nosso principal objetivo é que os moradores do nosso estado se sintam cada vez mais seguros e que o Rio de Janeiro retome o espaço de destaque que sempre ocupou para continuar atraindo cada vez mais investidores”, avalia o governador Cláudio Castro.
 
As ações das forças de segurança também resultaram em crescentes êxitos no combate ao tráfico de drogas. No Norte Fluminense houve aumento de 18,1% em apreensão de drogas (1.180 em 2022, 1.393 em 2023). Se comparado apenas o mês de maio, esse salto é ainda maior, de 84,1% (189 em maio de 2022, 348 em 2023). Na Região Noroeste Fluminense, as apreensões subiram 15,7% (778 em 2022, 900 em 2023), assim como na Região Metropolitana (11% – 3.094 em 2022, 3.435 em 2023) e no Médio Paraíba (6% – 1.227 em 2022, 1.301 em 2023)
 
“O roubo de rua é um dos crimes que mais impactam na sensação de segurança da população, então essa redução é muito importante e significativa. As polícias civil e militar e seus esforços contínuos são os grandes responsáveis por esses resultados”, afirma Marcela Ortiz, diretora-presidente do ISP.

Outros indicadores:
 
Região das Baixadas Litorâneas (janeiro a maio 2022 x janeiro a maio 2023)
Homicídio doloso queda de 1% (103 em 2022, 102 em 2023).
Letalidade violenta queda de 2,3% (129 em 2022, 126 em 2023).
Roubo de veículo queda de 23,3% (133 em 2022, 102 em 2023). Menor número para o mês de maio desde 2003.
Roubo de carga queda de 7 casos (35 em 2022, 28 em 2023).
 
Região do Médio Paraíba (janeiro a maio 2022 x janeiro a maio 2023)
Roubo a residência queda de 7 casos (15 em 2022, 8 em 2023).
Roubo a estabelecimento comercial queda de 16 casos (43 em 2022, 27 em 2023).
Recuperação de veículos aumento de 12,4% (105 em 2022, 118 em 2023).
 
 
Região Metropolitana (janeiro a maio 2022 x janeiro a maio 2023)
Roubo a estabelecimento comercial queda de 23,8% (920 em 2022, 701 em 2023).
Auto de prisão em flagrante aumento de 21,4% (8.941 em 2022, 10.858 em 2023). Maior para o mês de maio desde 2006
Recuperação de veículos aumento de 31,2% (4.560 em 2022, 5.984 em 2023). Na comparação mensal, o aumento foi de 51,6% (1.002 em maio de 2022, 1.519 em 2023).
 
 
Região Noroeste Fluminense (janeiro a maio 2022 x janeiro a maio 2023)
Letalidade violenta queda de 3 vítimas (28 em 2022, 25 em 2023).
Roubo de carga a região não registra roubo de carga desde janeiro de 2022.
Auto de prisão em flagrante aumento de 5,3% (399 em 2022, 420 em 2023).
 
Região Norte Fluminense (janeiro a maio 2022 x janeiro a maio 2023)
 
Roubo de veículo queda de 3,9% (102 em 2022, 98 em 2023).
Auto de prisão em flagrante aumento de 28,3% (1.092 em 2022, 1.401 em 2023). Na comparação mensal, o aumento foi de 60,5% (228 em maio de 2022, 366 em 2023). O mês de maio registrou o maior número de prisões em flagrante desde o início da série histórica (janeiro de 2006).
Recuperação de veículos aumento de 13,6% (125 em 2022, 142 em 2023).
 
Região Serrana (janeiro a maio 2022 x janeiro a maio 2023)
Roubo de carga não é registrado roubo de carga na região desde dezembro de 2022.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias