spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img
spot_imgspot_img

Comunidades de Angra discute melhorias no Belém

Mais lidas

Mais médicos, mais oferta de consultas no posto de saúde, promoção de ações culturais na comunidade e maior disponibilidade de cursos profissionalizantes. Estas são algumas das ações avaliadas pelos moradores do Belém, durante reunião na noite de quinta-feira (20), com representantes do Programa Comunidades de Angra (PCA).

Na nova fase do Programa, a população pôde elencar as dez maiores necessidades do Belém e apontá-las para que a Comissão de Gestão do PCA, que irá apresentar um plano de ação nas próximas semanas. A Comissão é integrada por representantes das secretarias da Prefeitura.

“Tivemos uma reunião muito boa e produtiva, que é fruto da presença do PCA no bairro, durante uma semana, ouvindo dos moradores demandas e sugestões para melhorias dos serviços realizados pela Prefeitura. Ficou claro que a população entende e acredita que podemos fazer um trabalho melhor. E o principal objetivo do PCA foi alcançado: empoderar os cidadãos do Belém em busca da solução dos problemas para uma comunidade melhor para todos”, disse o secretário de Governo, Cláudio Ferreti, que em 2007 idealizou o Programa Comunidades de Angra para a transformação dos bairros numa parceria entre o Governo e a população.

O retorno do PCA ao Belém para a apresentação do Plano de Ação, com as ações que o governo municipal irá executar no bairro, está previsto para a primeira semana de agosto. “O nosso trabalho no Belém não terminou. Voltaremos à comunidade para apresentar aos moradores tudo aquilo que iremos executar, com prazos e detalhamento”, explicou a superintendente do PCA, Marlene Ponciano.

Reivindicações – A vendedora autônoma, Emanuele de Fátima, 37 anos, moradora da Avenida Bom Jesus, participou de todas as fases do PCA. Apresentou suas reivindicações quando a equipe do programa esteve no bairro e agora participou da reunião, na quinta-feira à noite, para listar o que é prioridade para a população.

Emanuele é integrante do Conselho do PCA junto com outros três moradores: Rodolfo da Fonseca, Ana Kelly Ferreira e Jaine Frota. Eles têm a missão de acompanhar a execução das melhorias, a partir da apresentação do Plano de Ação.

“É muito importante essa ação da Prefeitura de ouvir os moradores dos bairros para a gente conseguir políticas novas e uma condição melhor para as pessoas. Nem todo mundo sabe qual órgão que deve procurar para fazer esses pedidos e só a gente sabe o que o bairro realmente precisa”, afirmou Emanuele.

Enseada e no Encruzo da Enseada – Na próxima semana, o Programa Comunidades de Angra (PCA) vai avançar em mais dois bairros de Angra dos Reis. Depois de ouvir a população do Belém e da Vila Nova, a equipe chega à Enseada e ao Encruzo da Enseada para ouvir as demandas dos moradores.

Em parceria com as associações de moradores locais, na segunda e terça-feira (24 e 25/07), a equipe estará na Avenida Vereador Benedito Adelino, na quadra da Enseada, e de quarta a sexta-feira (26 a 28/07), na Rua Prefeito João Gregório Galindo, na entrada do Encruzo da Enseada. O PCA ofertará ações recreativas à população todos os dias, das 9h30 às 15h30.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias