spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

MPRJ ajuíza ação de improbidade administrativa contra acusado de falsificar folhas de ponto

spot_imgspot_img

Mais lidas

A Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Vassouras ajuizou, na quarta-feira (16/08), uma ação por improbidade administrativa contra o ex-coordenador de Emergência da Secretaria de Saúde de Vassouras por ter praticado falsidade ideológica em suas folhas de ponto de 2015 a 2020. O funcionário trabalhava, “ao mesmo tempo”, em São Paulo e Vassouras e a previsão é de ressarcimento de mais de R$ 280 mil; além da implementação do ponto eletrônico no município do interior para os servidores.

De acordo com as investigações do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), o servidor, concursado desde 2013 e que exercia a função de coordenador de Urgência e Emergência, foi aprovado em um concurso para a Prefeitura de São Paulo em 2015 e, a partir de sua posse no cargo paulista, passou a não comparecer em diferentes momentos para exercer suas funções em Vassouras, batendo seu ponto de maneira fraudulenta no município.

O funcionário assinou, pelo menos, 259 vezes seu ponto em dois lugares ao mesmo tempo (Vassouras e São Paulo). Além disso, em pelo menos 65 dias, o denunciado assinou ter deixado o plantão em São Paulo às 8h da manhã e ter assumido às 7h do mesmo dia no plantão de Vassouras, o que comprova, de acordo com a ação, a falsidade ideológica nos registros de ponto do servidor.

A Prefeitura de Vassouras não se manifestou sobre o assunto até a publicação dessa reportagem.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias