spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Mangaratiba é declarada capital estadual do turismo de natureza

spot_imgspot_img

Mais lidas

O município de Mangaratiba é a partir de agora, oficialmente, a capital estadual do turismo de natureza. Graças a lei sancionada na última sexta-feira, 01, pelo governador em exercício, Thiago Pampolha e publicada no Diário Oficial do Estado no último sábado, 02.

O autor da lei foi o deputado estadual Luiz Cláudio Ribeiro (PSD). O objetivo da proposta, segundo a justificativa no texto, é fortalecer a proteção da natureza e a atividade do turismo na cidade.

O município ocupa uma área de 353 408 km, sendo 83% de área preservada ou protegida. Com uma natureza exuberante, o município se destaca pela diversidade na oferta de atrativos turísticos, quando se fala em turismo de natureza.

Com 29 ilhas, 86 praias, 25 cachoeiras catalogadas, uma serra e 70 km de trilhas mapeados, Mangaratiba tem atraído milhares de turistas que buscam a natureza e a prática das mais diversas atividades tais como: canionismo, espeleoturismo, observação de flora, observação de fauna, banho de floresta, caminhadas, vôo de parapente, mergulho, caíque, stand up, pesca esportiva, canoa havaiana, cavalgada, cicloturismo, rapel e outros.

Mangaratiba se destaca ainda por ser o único lugar no mundo onde se tem a certeza de avistamento de cetáceos em seu habitat natural, os botos cinzas, patrimônio natural da cidade, possui também a maior concentração da Cavalo Marinho de focinho longo do mundo, e ainda 269 espécies de aves catalogadas pela plataforma wikiaves, dentre elas várias ameaçadas de extinção.

A cidade tem diversas unidades de preservação, como APAMAM, PEC, APA Marinha Boto Cinza, Parque Natural Municipal da Pedra do Urubu, Parque Natural Municipal do Sahy, Parque Natural Municipal da Guaíba.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias