spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Porto de Itaguaí celebra 40 anos e ganha melhorias estruturais

spot_imgspot_img

Mais lidas

Vice-líder dentre os portos públicos na movimentação de cargas (segundo dados do Estatístico Aquaviário da Agência Nacional de Transportes Aquaviários), o Porto de Itaguaí completa 40 anos neste sábado (7). Novos projetos para a melhoria da infraestrutura já estão em andamento a fim de atender as perspectivas de crescimento para os próximos anos.

“Inicialmente, o então Porto de Sepetiba, atual Porto de Itaguaí, foi concebido para atender à Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) na importação de carvão pelo TECAR, visando a produção de aço, e, simultaneamente, foi construído o terminal de alumina da VALESUL. Depois, tivemos ainda a construção do terminal arrendado de minério de ferro da Vale-CPBS e o terminal arrendado de contêiner e carga geral da Sepetiba Tecon”, lembrou o superintendente de Gestão Portuária de Itaguaí e Angra dos Reis, Alexandre Neves.

Para Neves, as obras de infraestrutura que vêm sendo executadas deixam claro a visão da Docas do Rio, que administra o equipamento, de continuar esse processo de desenvolvimento do Porto de Itaguaí, em atendimento às demandas atuais e futuras. “Estamos aprimorando cada vez mais nossas condições operacionais e de infraestrutura, que atendam às necessidades do mercado com segurança e qualidade”, disse.

Dentre as intervenções previstas, estão adequações na infraestrutura aquaviária, tais como o alargamento e aprofundamento do canal principal. “[Estamos] visando atender aos navios ‘tipo’ que surgiram com os terminais e novas cargas; a otimização do acesso aquaviário, com a criação de novas áreas de fundeio que proporcionaram ganhos de produtividade aos terminais, gerando crescimento na movimentação de cargas; e a implementação do ‘Canal Derivativo’, que permitiu um acesso ao porto da entrada da Baía de Sepetiba até os terminais, dentro da poligonal do porto organizado, sob gestão direta da Autoridade Portuária”, contou.

Estão sendo realizados, também, melhorias no acesso terrestre do terminal portuário. “A Docas do Rio investiu na ampliação da portaria principal, com novos ‘gates’ de entrada e saída, adequando a capacidade instalada à duplicação da Rodovia Rio-Santos e ao Arco Metropolitano, e vem modernizando a iluminação e a sinalização das pistas, no intuito de proporcionar maior segurança ao tráfego de veículos”, disse Alexandre.

Também foram realizados investimentos no acesso ferroviário, por parte da concessionária e dos terminais, para ampliação dos ramais e aumento de linhas em atendimento às novas demandas do porto. Por fim, ele acrescentou que “os terminais arrendados investiram em novos equipamentos operacionais que potencializaram a capacidade de recebimento, embarque e desembarque de mercadorias no porto”.

Movimentação de cargas – De acordo com o Estatístico Aquaviário da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, em 2021, o Porto de Itaguaí movimentou 51,7 milhões de toneladas, volume que representou um incremento de 11,9% em comparação com 2020.

Dos 51,7 milhões de toneladas movimentadas no ano passado, 44,8 milhões foram de minério de ferro, o que corresponde a 87% do total e a um aumento de 11,7% em relação ao total de minério movimentado em 2020.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias