spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img
spot_imgspot_img

Angra dos Reis entra em estado de alerta contra a dengue

Mais lidas

De acordo com informações do Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa), a cada 1000 imóveis vistoriados na cidade, 10 apresentavam focos do mosquito transmissor da dengue.

O teste foi realizado pela Secretaria Municipal de Saúde na última semana do mês de abril e o resultado faz com que a cidade de Angra dos Reis esteja em estado de alerta.

No período entre o dia 1º de janeiro até 5 de maio, 68 casos de dengue foram registrados na cidade, sendo 10 confirmados, em sua maioria no terceiro distrito. O bairro de Monsuaba, em específico, chamou uma maior atenção devido à quantidade de focos endêmicos.

“O resultado nos mostra que a maior parte dos focos está dentro das casas das pessoas em vasos de plantas e pingadeiras. É preciso que a população faça sua parte e evite a água parada. Nosso próximo levantamento será realizado em junho”, explica Romário Aquino, coordenador de Vigilância em Saúde Ambiental.

A secretaria de Saúde realiza diariamente um conjunto de ações objetivando reduzir o índice de infestação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Dentre estes trabalhos estão: visita às moradias (inspeção e tratamento) feita pelos agentes de endemias, o bloqueio entomológico e a instalação de armadilhas ovitrampas.

“Os imóveis devem ser vistoriados, pelo próprio morador, uma vez por semana, buscando eliminar locais com água parada. O apoio e a colaboração de todos na luta contra o mosquito são fundamentais. Sem a população, o poder público não pode fazer o principal, que é o combate ao transmissor da doença”, ressalta Glauco Fonseca, secretário de Saúde.

*estagiária sob supervisão de Lucas Nunes

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias