spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Especialista oferece dicas sobre planejamento financeiro para 2023

spot_imgspot_img

Mais lidas

Com o período de festas chegando ao fim, muitos começam a pensar sobre a vida financeira em 2023, tendo em vista que os gastos de fim de ano são altos.

Por isso, é importante saber como se planejar financeiramente para começar 2023 sem abusar dos gastos e criar dívidas.

O educador financeiro do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), Eduardo Trigueiro, traz algumas dicas.

“Já no começo de janeiro, alguns gastos vão bater à nossa porta. IPVA, IPTU, fatura do cartão de crédito, material escolar e os boletos não podem nos assustar. Isso precisa ser o objetivo principal, especialmente para quem conseguiu guardar um pouco ou todo o 13º salário”, diz o especialista.

“Lembrando que o pagamento à vista sempre dá um desconto maior para esse tipo de despesa, o que pode auxiliar no restante do ano”, conclui.

O profissional também oferece dicas para como evitar a criação de dívidas desnecessárias.

“O rotativo do cartão de crédito, por exemplo, tem juros muito elevados, o que pode fazer desandar as finanças nos próximos meses. Minha indicação é tentar utilizar o crédito rápido somente em situações emergenciais”, explicou.

Caso exista uma dívida feita anteriormente, Eduardo propõe que o consumidor tente uma negociação, para limpar o nome e pagar estas dívidas existentes, buscando ferramentas que irão ajudar para começar o ano tranquilamente.

Para a parte do planejamento o especialista explica: “Depois que negociar e começar a quitar as dívidas, as pessoas precisam pensar quais erros cometeram para não repeti-los no novo ano. O planejamento é essencial nesse momento. Mapeie suas receitas e despesas e comece a traçar metas para 2023 e os anos seguintes”.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias