spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão em Angra 1

spot_imgspot_img

Mais lidas

Os funcionários da usina nuclear Angra 1, em Angra dos Reis, tiveram uma surpresa na manhã desta quinta-feira, 11. Agentes da Polícia Federal foram ao local foram ao local cumprir um mandado de busca e apreensão. Segundo a PF, há uma medida judicial que está relacionada há dois inquéritos policiais que apuram vazamento de água contaminada com resíduos nucleares, que teria ocorrido em 16 de setembro do ano passado.

Ainda segundo a PF, a Eletronuclear não avisou as autoridades responsáveis sobre o vazamento de material radioativo, que desaguou no mar da Baía de Itaorna. Estão sendo investigadas supostas condutas omissas na comunicação dos incidentes na usina e possíveis crimes ambientais.

Procurada, a Eletronuclear se manifestou através da seguinte nota:

“A Eletronuclear confirma a presença da Polícia Federal (PF) na Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA), em Angra dos Reis, na manhã desta quinta-feira (11). A ação faz parte das investigações sobre o incidente na usina Angra 1, ocorrido em setembro do ano passado.

É importante ressaltar que todas as informações e detalhes solicitados continuarão sendo fornecidos às autoridades, reforçando o compromisso da empresa com a segurança e bem-estar de todos.

A empresa reitera que o incidente foi encerrado, suas causas estão sanadas e não existem áreas impróprias nem risco de agravamento da situação. Além disso, o evento não ocasionou nenhum tipo de prejuízo às pessoas ou ao meio ambiente, conclusão referendada pelos próprios órgãos licenciadores (Ibama e Cnen). Nenhuma norma foi infringida pela empresa, que sempre atuou com total comprometimento e respeito ao meio ambiente.

Nesse sentido, a Eletronuclear permanecerá à disposição dos órgãos competentes para todos os esclarecimentos necessários sobre o incidente. “

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias