spot_imgspot_img

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

spot_img

Ponte Rio-Niterói terá pedágio sem cancelas a partir de junho

spot_imgspot_img

Mais lidas

A partir de junho, motoristas poderão passar sem parar pelo pedágio da ponte Rio-Niterói. A concessionária EcoPonte realizará testes do sistema de cobrança “free flow”, já em operação pela CCR desde março na Rodovia Rio-Santos (BR-101) entre Itaguaí, Mangaratiba e Paraty, no Estado do Rio de Janeiro.

A cobrança das tarifas para carros, caminhões, ônibus e motos na ponte Rio-Niterói seguirá o mesmo formato utilizado na BR-101. O sistema “free flow” é uma forma automática de pagamento de pedágio que não requer praças tradicionais com cancelas nas rodovias. Com isso, os motoristas não precisarão reduzir a velocidade nem parar para pagar a tarifa. A estrutura é composta por pórticos equipados com câmeras e antenas capazes de identificar os veículos.

A não realização do pagamento acarretará em uma infração grave de trânsito, conhecida como evasão de pedágio, conforme previsto no artigo 209-A do Código de Trânsito Brasileiro, com multa estipulada em R$ 195,23. A identificação do veículo pode ser feita através de uma tag de cobrança de pedágio instalada no carro ou pela placa do veículo. Os sensores presentes na estrutura do pórtico são capazes de identificar altura, largura, comprimento e quantidade de eixos rodantes e suspensos.

Para os veículos equipados com as tags de cobrança, o valor do pedágio será debitado automaticamente, semelhante ao que ocorre nas cabines de cobrança automática. Para aqueles sem a tag, será necessário realizar o pagamento em até 15 dias corridos por meio dos canais digitais da concessionária da rodovia ou de forma presencial em uma das bases operacionais.

No caso da Rio-Santos, o pagamento pode ser realizado através do WhatsApp, aplicativo ou site da concessionária CCR. Para pagamentos presenciais, quatro bases operacionais aceitam dinheiro, cartão de débito ou Visa Vale Pedágio. Duas bases estão no sentido São Paulo (km 550,3 e 497,5) e outras duas no sentido Rio (km 471,4 e 416,4). As bases funcionam de terça a domingo, das 8h às 18h. A EcoPonte ainda divulgará como será feita a cobrança do sistema “free flow” na ponte Rio-Niterói.

*estagiária sob supervisão de Raquel Morais

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas noticias